Estudo de Caso do Desdobramento de Metas e Gestão de Desempenho de Projetos na Engenharia da Petrobras

Antonio Carlos de Lemos Oliveira, Leonardo Rabello da Silva, Luciana Mourao Temporal, Glaiton Serafim, Oscar Pedro Amaral Martins

Resumo


O dinamismo das inovações tecnológicas e as constantes mudanças nos cenários geopolíticos mundiais têm causado crescente turbulência na maior parte dos ambientes em que as organizações da indústria do petróleo estão inseridas. Assim, torna-se vital para seu crescimento e sobrevivência estabelecer um processo de planejamento e gestão capaz de oferecer respostas flexíveis às diversas exigências do negócio. Nesse contexto, o presente trabalho tem como objetivo investigar quais práticas podem ser observadas no desdobramento de metas e gerenciamento de desempenho dos empregados da ENGENHARIA da Petrobras e comparar o desempenho de quatro unidades organizacionais (Unidade de Implementação de Empreendimento – UIE) por meio de alguns de seus indicadores com o resultado da avaliação de desempenho do corpo gerencial de cada uma delas, analisando-os à luz da base conceitual pesquisada. Os principais instrumentos de pesquisa utilizados nesse estudo de caso foram a análise documental e a realização de entrevistas semi-estruturadas com os principais atores envolvidos no processo de formulação e implementação dos processos de planejamento e gestão da empresa, além da observação direta desses processos. O trabalho forneceu subsídios para ações já implementadas e para apresentação de propostas para a melhoria do processo de Gestão de Desempenho na ENGENHARIA da Petrobras.

Palavras-chave


Petrobras; Enterprise Implementation; Balanced Scorecard; Performance Management

Texto completo:

PDF

Referências


Charan, R. e Colvin, G. (1999). Why CEO’s fail? Fortune Magazine, 139, 2.

Gil, A. C. (1988). Métodos e técnicas de pesquisa social. (2a. ed.) São Paulo: Atlas.

Kaplan, R. S. e Norton, D. P. (2000). Organização orientada para a estratégia. (4a. ed.). Rio de Janeiro: Campus.

Porter, M. E. (1995). Competitive advantage: creating and sustaining superior performance. New York: The Free Press.

Quinn, R. E.; Faerman, S. R.; Thompson, M. P. e McGrath, M. R. (2003). Competências gerenciais: princípios e aplicações. Rio de Janeiro: Elsevier.

Robbins, S. P. (2002). Comportamento organizacional. (9a. ed.), São Paulo: Prentice Hall.

Schnelle, K. E. (1967). Case analysis and business problem solving. New York: McGraw-Hill.

Taylor, F. W. (1990). Princípios da administração científica. (8a. ed.). São Paulo: Atlas.

Trist, E. L. (1976). Some concepts of planning. national seminar on long range planning. Perth, Australia: University of Western Australia.

Vergara, S. C. (1997). Projetos e relatórios de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas.

Yin, R. K. (1989). Case study research: design and methods. (Vol. 5). Thousand Oaks, CA, USA: Sage Publications.




DOI: http://dx.doi.org/10.5585/10.5585

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista de Gestão e Projetos e-ISSN: 2236-0972
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional