O Impacto da Gestão do Conhecimento e Recursos na Gestão

Marisa Padovani, Marly Monteiro Carvalho

Resumo


O objetivo principal deste trabalho foi investigar práticas de gestão do conhecimento, competências e recursos aplicados à área de projetos de capital, em uma indústria brasileira, de capital intensivo; mapear as competências gerais e essenciais; conhecer quais os fatores críticos de desempenho desses processos e ferramentas de gestão de conhecimento disponíveis. Além disso, pretende-se saber como a estratégia de implantação adotada impacta nos resultados da implantação levando ao sucesso ou fracasso do empreendimento. São objetivos específicos deste trabalho, responder às seguintes questões: a) Como manter o conhecimento disponível na organização, mesmo em condições de elevada rotatividade de funcionários? e b) Quais os efeitos da perda do capital intelectual para a empresa? A pesquisa realizada é de natureza exploratória e utiliza o método qualitativo, a abordagem adotada foi o estudo de caso longitudinal, conforme recomendado por Voss, Tsikritsis e Frolich. A unidade de análise desse estudo é o projeto, foram selecionados 15 projetos de construção de novas plantas e Revamps de plantas existentes, realizados no período de 2007 a 2009. A coleta de dados foi realizada a partir de diferentes fontes: os dados primários foram levantados por intermédio de entrevistas com funcionários chave da área de gestão de projetos da organização; e os secundários, foram coletados pela análise documental e pelas pesquisas em relatórios gerenciais da empresa e bancos de dados de softwares utilizados na gestão de projetos. O estudo demonstrou que existe forte relação entre o perfil do gerente do projeto e a estrutura adotada, entre outras conclusões.

Palavras-chave


O Impacto da Gestão do Conhecimento e Recursos na Gestão

Texto completo:

PDF

Referências


Argote, L., Beckham, S.L., and Epple, D. (1990, February). The persistence and transfer of learning in industrial settings. Management Science, 36(2), 40-154.

Berends, H.; Bij1, H. van der; Debackere2, K. and Weggeman, M. (2006). Knowledge sharing mechanisms in industrial research. R&D management, 36(1), 85-95.

Donk, D.P., van; and Riezebos, J., (2005). Exploring the knowledge inventory in project-based organizations: a case study. International Journal of Project Management, 23(1), 75-83.

Gramigna, M. R. (2007). Modelo de competências e gestão dos talentos. (2a. ed.). São Paulo: Pearson Prentice Hall.

Hansen, M. T.; Nohria, N.; and Tierney, T. (1999, March/April). What‟s your strategy for managing knowledge? Harvard Business Review, 77(2), 6-116.

Kaplan, R. S. and Norton, D. P. (2008). Alignment. Boston: Harvard Business School Press.

Katzenbach, J. R. e Smith, D. (2001). Equipes de alta performance – conceitos, princípios e técnicas para potencializar o desempenho das equipes. (9a. ed.). Rio de Janeiro: Elsevier.

Levitt, B. and March, J. G. (1988). Organizational learning. Annual Review of Sociology, 14, 319-340.

Loufrani-Fedida, S. (2008, mai/août). Management des competences et organization par projets: une mise en évidence des leviers de gestion conjointe. La Revue des Sciences de Gestion: Direction et Gestion, 231-232, 73-83.

PMI - Project Management Institute. (2008). A Guide to the Project Management Body of Knowledge. (4th. ed.). Newtown Square, PA: Project Management Institute.

Prahalad, C. K. and Hamel, G. (1990, May/June). The core competence of corporation. Harvard Business Review, 90(3), 79-91.

Rabechini, R. e Carvalho, M.M. (2003). Perfil das competências em equipes de projetos. RAE_eletrônica, 2(1), 1-17.

Rabechini, R.; Carvalho, M.M. e Laurindo, F.J.B. (2002). Fatores críticos para a implantação de gerenciamento por projetos: o caso de uma organização de pesquisa. Produção, 12(2), 28-40.

Rolan, P. M.; Phillips, N.; and Lawrence, T.B. (2004, Winter). Managing organization forgetting. MIT Sloan Management Review, 45(2), 45-51.

Senge, P. M. (1990). The fifth discipline. (p.424). New York: Doubleday/Currency.

Silva, F. S. C. and Agustí-Cullel, J. (2003). Issues on knowledge coordination. Knowledge and Process Management, 10(1), 37-59.

Smith, H., III.; Smarkusky, D.; and Corrigall, E. (2008, Spring). Defining projects to integrate evolving team – fundamentals and project management skills. Journal of Information System Education, 19(1), 99-110.

Smith, K. G.; Collins, C.J.; and Clark, K. D. (2005). Existing knowledge, knowledge capability, and the rate of the new product introduction in high-technology firms. Academy Management Journal, 48(2), 346-357.

Sproull, L. S.; Weiner, S. and Wolf, D. (1978). Organizing an anarchy: belief, bureaucracy, and politics in the National Institute of Education. Chicago, IL: Univ. Chicago Press1.

Voss, C.; Tsikritsis, N.; and Frolich, M. (2002). Case research in operation management. International Journal of Operations & Production Management, 22(2), 195-219.




DOI: http://dx.doi.org/10.5585/10.5585

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista de Gestão e Projetos e-ISSN: 2236-0972
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional