Um Plano para Gerenciamento de Projetos no Contexto da Educação a Distância no Ambiente Público

Gustavo Tomaz Buchele, Leandro Costa Schmitz, Gertrudes Aparecida Dandolini

Resumo


Com a crescente pressão competitiva sobre as organizações para que estas reduzam custos e prestem serviços de qualidade, este trabalho tem como objetivo relatar o desenvolvimento de um plano para gerenciamento do projeto de criação do Núcleo de Capacitação a Distância para os servidores Estaduais. Neste plano estão contemplados a declaração do escopo do projeto em que o seu produto é um curso piloto de Redação Oficial, bem como todas as atividades de gerenciamento de tempo, de gerenciamento de custos, de gerenciamento das comunicações, de gerenciamento dos riscos e de gerenciamento das aquisições do projeto. Para a construção deste plano utilizou-se como estratégia metodológica a pesquisa qualitativa exploratória para coletar as informações necessárias à criação de um plano consistente visando o sucesso do projeto com a possibilidade de sua continuação. Um dos principais resultados deste trabalho é a contribuição para a melhoria da qualidade dos serviços prestados à sociedade através das inovações dos processos e dos serviços que serão possibilitadas a partir da maior capacitação dos servidores do Estado de Santa Catarina.


Palavras-chave


Projetos; Gerenciamento de projetos; Capacitação a distância

Texto completo:

PDF

Referências


Bardin, L. (2002). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2002.

Baregheh, A.; Rowley, J.; Sambrook, S. (2009). Towards a multidisciplinary definition of innovation. Management Decision, 47(8), 1323-1339.

Björk, J.; Boccardelli, P.; Magnusson, M. G. (2010). Ideation capabilities for continuous innovation. Creativity & Innovation Management, 19(4), 385-396.

Bossidy, L.; Charan, R. (2005). Execução: a disciplina para atingir resultados. Tradução: Elaine Pepe. Rio de Janeiro: Elsevier.

Bothos, E.; Apostolou, D.; Mentzas, G. (2009). Collective intelligence for idea management with internet-based information aggregation markets. Internet Research, 19(1), 26-41.

Carvalho, C. J. (2010). Elaboração e Administração de Projetos. Florianópolis: Departamento de Ciências da Administração/UFSC.

Creswell, J. W. (2010). Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. 3. ed. Porto Alegre: Bookman.

Dalmau, M. B. L. (2012). Introdução à educação a distância. – Florianópolis: Departamento de Ciências da Administração / UFSC.

Di Pietro, M. S. Z. (2004). Direito Administrativo. São Paulo: Atlas, 2004.

Edvinsson, L.; Dvir, R.; Roth, N.; Pasher, E. (2004). Innovations: the new unit of analysis in the knowledge era. Journal of Intellectual Capital, 5(1), 40–58.

Fiol, C.; Lyles, M. (1985). Organizational learning. Academy of Management Review, 10(4), 803-813.

Fitzsimmons, J. A.; Fitzsimmons, M. J. (2000). Administração de Serviços: operações, estratégia e tecnologia de informação. Porto Alegre: Bookman.

Flynn, M.; Dooley, L.; O'sullivan, D.; Cormican, K. (2003). Idea management for organisational innovation. International Journal of Innovation Management, 7(4), 417-442.

Gido, J.; Clements, J. P. (2007). Gestão de Projetos. Tradução: Vertice Translate; Revisão técnica: Silvio Burrattino Melhado. São Paulo: Thomson Learning.

Gil, Antônio Carlos. (2008). Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas.

Heldman, K. (2009). Gerência de Projetos. 5.ed. Tradução: Edson Furmankiewicz. Rio de Janeiro: Elsevier.

Kanabar, V.; Warburton, R. D. (2012). Gestão de Projetos. Tradução: Cecília Bartalotti. São Paulo: Saraiva.

Marconi, M. A.; Lakatos, E. M. (2007). Técnicas de Pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisas, elaboração, análise e interpretação de dados. 6. ed. 2. reimpr. São Paulo: Atlas.

Malhotra, N. K. (2001). Pesquisa de Marketing: uma orientação aplicada. 3. ed. Porto Alegre: Bookman.

Maximiniano, A. C. A. (2009). Administração de Projetos: como transformar ideias em resultados. 3.ed. 3.reimpr. São Paulo: Atlas.

Mcdaniel, C. D.; Gates, R. (2005). Fundamentos de pesquisa de marketing. Tradução Dalton Conde de Alencar; Revisão técnica Mônica Zaidan Rossi. 2 ed. Rio de Janeiro: LTC.

Melo, P. A.; Schlickmann, R. (2010). Qualidade na Prestação do Serviço Público. Florianópolis: Departamento de Ciências da Administração/UFSC.

Mendes, J. R. B.; Valle, A. B.; Fabra, M. (2009). Gerenciamento de Projetos. Rio de Janeiro: Editora FGV.

Menezes, L. C. M. (2008). Gestão de Projetos. 2.ed. 7.reimpr. São Paulo: Atlas, 2008.

PMI – Project Management Institute (Editor). (2004). Um Guia do Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento de Projetos – Guia PMBOK, Pensylvania.

PMI – Project Management Institute. Certification. Disponível em: . Acesso em: 27 dezembro 2012.

Prado, D. S. (2004). Planejamento e Controle de Projetos. Nova Lima (MG): INDG Tecnologia e Serviços Ltda.

Prahalad, C. K.; Hamel, G. (2005). Competindo Pelo Futuro: estratégias inovadoras para obter o controle do seu setor e criar os mercados de amanhã. Tradução: Outras Palavras. Rio de Janeiro: Elsevier.

Silva, E. L.; Menezes, E. M. Metodologia da Pesquisa e Elaboração de Dissertação. 4. ed. rev. atual. – Florianópolis: UFSC, 2005.

Srithika, T. M.; Bhattacharyya, S. (2009). Facilitating organizational unlearning using appreciative inquiry as an intervention. Vikalpa, 34(4), 67-77.

Vandenbosch, B.; Saatcioglu, A.; Fay, S. (2006). Idea management: a systemic view. Journal of Management Studies, 43(2), 259-288.

Vargas, R. V. (2009). Manual Prático do Plano de Projeto: utilizando o PMBOK Guide. 4.ed. Rio de Janeiro: Brasport.

Yin, R. K. (2010). Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookmann.




DOI: http://dx.doi.org/10.5585/10.5585

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista de Gestão e Projetos e-ISSN: 2236-0972
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional