Proposta e Avaliação de uma Abordagem Lúdica para o Ensino de Histórias de Usuário e Scrum

Lorena Adrian Cardoso Carvalho, Marcelo Werneck Barbosa, Vinícius Bernardo Silva

Resumo


O processo de aprendizagem está aprimorando constantemente seus métodos de ensino para que se obtenha uma melhoria na educação. Ensinar conceitos relacionados ao levantamento de requisitos, definição de escopo e gerenciamento de projetos demanda alinhamento entre teoria e prática. Esse trabalho apresenta e avalia uma proposta de abordagem para ensinar conceitos de Histórias de Usuários nos moldes do desenvolvimento ágil Scrum. Baseado na metodologia ADDIE se deu o desenvolvimento da atividade que foi validada junto a alunos de graduação e pós-graduação da Universidade X. Os resultados encontrados demonstram que a atividade atingiu seus objetivos propostos mesmo entre alunos que já conheciam a técnica e/ou possuíam experiência profissional em métodos ágeis. Uma contribuição importante deste trabalho é disponibilizar os materiais e roteiros para outros professores para que a atividade possa ser facilmente replicada em outras instituições e consequentemente constantemente evoluída.

Palavras-chave


Histórias de usuário, ensino de métodos ágeis, Scrum

Texto completo:

PDF

Referências


Abrantes, José F.; Travassos, Guilherme H. (2007). Caracterização de métodos ágeis de desenvolvimento de software. 1ª Sessão. In: WDRA, SBQS, Porto de Galinhas, Pernambuco.

Almeida, A (2009). Ludicidade como instrumento pedagógico. Disponível em: . Acesso em: 12 de dezembro de 2014.

Barros, R. M. de; Gestal, P. R. E (2014). Proposta de Um Simulador para Auxiliar no Processo de Ensino do Scrum. Simpósio Brasileiro de Sistemas de Informação (SBSI). Universidade estadual de Londrina.

Borges, K. S.; Schmitt, A. R.; Nakle, M. (2014). eduScrum: Projetos de Aprendizagem Colaborativa Baseados em Scrum. Revista Renote (Novas Tecnologias na Educação), V. 12, N. 1.

Cohn, M. (2004). User Stories Applied: For Agile Software Development. Editora Addison-Wesley Professional, 304 p. (Coleção Addison-Wesley Signature Series).

Duarte, R. Ferramentas para trabalhar com Scrum. Disponível em http://ricardoduarte.net/posts/ferramentas-para-trabalhar-com-scrum.html/. Acesso em 12 de dezembro de 2014.

Feitosa, A. C.; Campos, G. M. M. (2010). AprendES: um jogo educacional para auxiliar o processo de ensino-aprendizagem da Engenharia de Software. Anais do Simpósio Brasileiro de Informática na Educação.

Isotton, E. N. (2008). Scrumming – Ferramenta Educacional para Apoio ao Ensino de Práticas de SCRUM. Monografia de Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação, Sistemas de Informação. In: FACIN, PUCRS. Porto Alegre.

Jaqueira, A.; Coelho, R.; Lucena, M. Conduzindo Projetos Ágeis em um Contexto Multidisciplinar: Um Relato de Experiência. Fórum de Ensino de Engenharia de Software (FEES). Congresso Brasileiro de Software (CBSoft), 2012.

Jenny, Juliana (2012). Arquivo de Categoria: Engenharia de Software. Disponível em . Acessado em 4 de Nov de 2013.

Falkembach, G.A.M. (2006) – O Lúdico e os Jogos Educacionais. In: CINTED - Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação, UFRGS. Disponível em

. Acessado em 05 de Nov de 2013.

Kieling, E.; Prikladnicki, R. (2007). Ensino de Gerência de Projetos de Software com o Planager. Anais do Simpósio Brasileiro de Informática na Educação.

Lisboa, M. (2013). A importância do lúdico na aprendizagem, com auxilio de jogos. Disponível em: Acesso em: 12 de dezembro de 2014.

Molenda, M. (2014). The ADDIE Model. Disponível em: < www.indiana.edu/~idt/shortpapers/documents/IDTf_Bic.pdf >. Acesso em 12 de dezembro de 2014.

Monsalve, E.; Werneck, V.; Leite, J.C.S.P. (2010). SimulES-W: Um Jogo para o

Ensino de Engenharia de Software. In: Fórum de Ensino de Engenharia de Software (FEES), Simpósio Brasileiro de Engenharia de Software (SBES), Bahia.

Pessoa Filho, H. F. B.; Santana Júnior, C. A. Gusmão, C, M. (2009). Uma abordagem analítica das metodologias ágeis: Crystal, Scrum e XP. Workshop de Desenvolvimento Rápido de Aplicações (WDRA). Simpósio Brasileiro de Qualidade de Software (SBQS).

Petri, G.; Marcon Júnior, R. P. (2014). Um Jogo Educacional para o Ensino de Metodologias Ágeis. Fórum de Ensino de Engenharia de Software (FEES). Congresso Brasileiro de Software (CBSoft).

Pressman, Roger S. (2006). Engenharia de software. São Paulo: McGraw-Hill, 720 p.

Prikladnicki, R.; von Wangenheim, C. G. (2008). O Uso de Jogos Educacionais para o Ensino de Gerência de Projetos de Software. Fórum de Ensino de Engenharia de Software (FEES), Simpósio Brasileiro de Engenharia de Software (SBES).

Queiroz, I. C. (2014). Gerenciamento de Projetos: Método lúdico de ensino. Monografia Universidade Estadual de Goiás, curso de Bacharel em Sistemas de Informação.

Santo, R. E.; Santos, R.; Santos, P. S.; Werner, C. (2009). Uma Análise das Características de Extreme Programming Considerando o Desenvolvimento de Software Orientado a Aspectos. Workshop de Desenvolvimento Rápido de Aplicações (WDRA). Simpósio Brasileiro de Qualidade de Software (SBQS).

Santos, J. O. (2011). O lúdico na Educação Infantil. Disponível em: http://br.monografias.com/trabalhos3/ludico-educacao-infantil/ludico-educacaoinfantil.shtml. Acesso em: 13 de dezembro de 2014.

Savi, Rafel et al. (2011). Proposta de um Modelo de Avaliação de Jogos Educacionais. 236 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis.

Silva, Monielle V.; Barbosa, Marcelo W. (2011). Desenvolvimento e avaliação de jogo de treinamento para ensino de técnicas de elicitação de requisitos de software. II Encontro Nacional de Informática e Edução (ENINED). Campus Cascavel, Paraná.

Schwaber, K.; Sutherland, J. (2011). Um guia definitivo para o Scrum: As regras do jogo. Disponível em . Acessado em 30 de Set 2013.

Sommerville, I. (2011). Engenharia de Software. 9ª edição, Editora Pearson.

Wangenheim, C. G.; Kochanski, D.; Savi, R. (2009). Revisão Sistemática sobre Avaliação de Jogos Voltados para aprendizagem de Engenharia de Software no Brasil. Fórum de Ensino de Engenharia de Software (FEES), Simpósio Brasileiro de Engenharia de Software (SBES).

Wangenheim, Christiane G. Carvalho, Osório P., Batistella, Paulo E. (2013). Ensinar Gerência de Equipes em Disciplinas de Gerência de Projetos de Sofware. Revista Brasileira de Informática na Educação, v. 21, n. 1.




DOI: http://dx.doi.org/10.5585/10.5585

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista de Gestão e Projetos e-ISSN: 2236-0972
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional