Proposta de Método de Mensuração da Complexidade em Projetos

Jefferson Souza Pinto, Olívio Novaski, Rosley Anholon, Élen Nara Carpim Besteiro

Resumo


O trabalho tem por objetivo desenvolver um instrumento de avaliação de projetos – uma Escala de Mensuração em graus numéricos – que contempla um conjunto de variáveis do atributo complexidade e incerteza em projetos. Do ponto de vista do Método, a pesquisa caracteriza-se como exploratória, pois se baseou no referencial teórico disponível sobre o assunto, levantamento de campo e desenvolvimento de uma Escala de Mensuração por meio de técnicas estatísticas. Pelo referencial teórico, identificou-se um conjunto de variáveis que foram avaliadas por 32 gestores de projetos que, por meio de um questionário, validaram um grupo de 14 variáveis, as quais passaram por análises de técnicas estatísticas de análises multivariadas – o Escalonamento Multidimensional e a Análise de Clusters. Os resultados das análises evidenciaram 10 variáveis que possuem maior aderência ao atributo complexidade e que, passam a compor a Escala de Mensuração. Esta análise permitiu a composição da referida escala, resultando na confecção de uma escala que faz convergir à classificação do atributo a um único ponto em relação à complexidade dos projetos. A Escala de Mensuração desenvolvida pode ser utilizada de forma rápida para qualquer projeto de diferentes tipos e portes de organização, tendo apenas como pré-requisito a identificação das variáveis dos projetos.


Palavras-chave


Projetos; Gestão de projetos; Complexidade em projetos; Variáveis da complexidade; Escala de mensuração

Texto completo:

PDF

Referências


Baccarini, D. (1996). The concept of project complexity: a review. International Journal of Projetct Management, 14(4), 201-204.

Barcaui, A. B. (2006). Gerência de projetos: arte ou disciplina? Revista Mundo PM, 09(2), 30-33. Retrieved January 29, 2010, from http://www.mundopm.com.br/

Bar-Yam, Y. (2003). Dynamics of complex systems: studies in nonlinearity. 1rd ed.. Boulder, Colorado, Westview Press.

Carvalho, F. (2003). Priorização da carteira de projetos com uso do planejamento estratégico. In: VI Seminários em Administração (SEMEAD), 25 e 26 de março de 2003, Anais... São Paulo.

Fiedler-Ferrara, N. (1998). Ciência, ética e solidariedade, In: Carvalho, E. A., Almeida, M. C., Coelho, N. N., Fiedler-Ferrara, N., & Morin, E. (1998). Ética, solidariedade e complexidade. São Paulo, Palas Athena.

Hair, Jr, J. F., Black, W. C., Babin, B. J., Anderson, R. E., & Tathan, R. L. (2009). Análise multivariada de dados. 6. ed., Porto Alegre, Bookman.

Hair, Jr, J. F., Babin, B. J., Money, A. H., & Samouel, P. (2005). Fundamentos de métodos de pesquisa em administração. Porto Alegre, Bookman.

Hertogh, M., & Westerveld, E. (2010). Playing with complexty: management and organization of large infrastructure projects. Rotterdam, Holand: Erasmus Universiteit Rottersdam.

Kerzner, H. (2011). Gerenciamento de projetos: uma abordagem sistêmica para planejamento, programação e controle. 10. ed., São Paulo, Blucher.

Kujala, K., Artto, K., & Parhankasngas, A. (2007). Towards theory of project business. 19th ed. Nordic Academy of Management Conference, Bergen, Noruega, August.

Little, T. (2005). Context-adaptive agility: managing complexity and uncertainty. Software IEEE, 22(3), 28-35.

Malhotra, N. (2012). Pesquisa de marketing: uma orientação aplicada. 6. ed., Porto Alegre, Bookman.

Maximiano, A. C. A. (2008). Administração de Projetos: como transformar ideias em resultados. 3. ed. São Paulo, Atlas.

Nicholas, J. M. (1990). Managing business and engineering projects: concepts and implementation. Englewood Cliffs, New Jersey, Prentice Hall.

Perminova, O., Gustafsson, M., & Wikström, K. (2008). Defining uncertainty in projects: a new perspective. International Journal of Project Management, 26(1), 73-79. http://dx.doi.org/10.1016/j.ijproman.2007.08.005

PMI. Project Management Institute (ed.) (2013). A guide to the project management body of knowledge – PMBok. 5th. Ed., Newtown Square, Pennsylvania, PMI Publishing Division.

Pinto, J. S., Novaski, O., Anholon, R., & Besteiro, É. N. C. (2014). Variáveis dos atributos Complexidade e Incerteza em Projetos: um estudo exploratório. In: X Congresso Nacional de Excelência em Gestão (CNEG), 8 e 9 de agosto de 2014, Anais… Niterói-RJ: Universidade Federal Fluminense.

Sbragia, R., Rodrigues, I., Piscopo, M. R., & Vanali, N. (2009). Gerenciamento de projetos: avanços e tendências na pesquisa acadêmica, Mundo Project Management, 27(v), 52-58.

Shenhar, A. J., & Wideman, R. M. (2000). Optimizing project success by matching PM style with project type, Project Management Forum. Retrieved October 24, 2011, from http://www.pmforum.org/library/papers/2000/PM_Style&Scss.pd

Shenhar, A. J., Levy, O., & Dvir, D. (1997). Mapping the dimensions of project success. Project Management Journal, 28(2), 5-13.

Shenhar, A. J., & Dvir, D. (2010). Reinventando gerenciamento de projetos: a abordagem diamante ao crescimento e inovação bem-sucedidos, São Paulo, M.Books do Brasil.

Sinha, S., Thomson, A. I., & Kumar, B. (2001). A complexity index for the design process. International Conference on Engineering Design, ICED'01, v. 1, Glasgow, Professional Engineering Publishing, Bury St. Edmunds, 157-163.

Slack, N., Chambers, S., Johnston, R., & Betts, A. (2008). Gerenciamento de operações e de processos: princípios e prática de impacto estratégico. Porto Alegre: Bookman.

Toledo, J. C., Silva, S. L., Mendes, G. H. S., & Jugend, D. (2008). Fatores críticos de sucesso no gerenciamento de projetos de desenvolvimento de produto em empresas de base tecnológica de pequeno e médio porte. Gestão e Produção, São Carlos, 15(1), 117-134. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-530X2008000100011

Vidal, L.-A., Marle, F., & Bocquet, J.-C. (2011). Measuring project complexity using the analytic hierarchy process. International Journal of Project Management, 9(6), 718-727. http://dx.doi.org/10.1016/j.ijproman.2010.07.005

Whitty, S. J., & Maylor, H. (2009). An then came complex project management. International Journal of Project Management, 27, 304-310. http://dx.doi.org/10.1016/j.ijproman.2008.03.004




DOI: http://dx.doi.org/10.5585/10.5585

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista de Gestão e Projetos e-ISSN: 2236-0972
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional