Painel de Medição de Desempenho de Projetos: Uma Proposta para uma Organização de Pesquisa e Desenvolvimento

Cibelle Alexandre de Souza, Leandro Costa Schmitz

Resumo


A pesquisa motivou-se pela insuficiente sistematização de indicadores de desempenho operacionais de acompanhamento de projetos, percebida pelos gestores desta quando confrontados com tal conceito apontado por Terribili (2010), em uma organização de pesquisa e desenvolvimento (P&D), tendo como objetivo apresentar uma proposta de painel de acompanhamento de projetos. Os processos de gerenciamento de projetos adotados pela organização foram caracterizados e, juntamente ao levantamento teórico, identificaram-se indicadores. A coleta de dados primários dividiu-se em entrevistas e questionários com gestores. As entrevistas apresentaram indicadores, resultando em um quadro de indicadores. Os questionários buscaram validar a importância dada pelos gestores aos indicadores, identificar o nível de abrangência e forma de apresentação, resultando na hierarquização dos indicadores. Por fim, as informações foram analisadas frente às diretrizes teóricas para criação de painéis de acompanhamento de projetos. Dentre indicadores da teoria, já utilizados pela organização e sugeridos pelos entrevistados, selecionou-se oito para compor o painel formado por dois modelos de tela: principal, com o resumo da situação de todos os projetos, e secundária, com o detalhamento dos indicadores por projeto. Como contribuições destacam-se a identificação da necessidade de um estudo mais profundo sobre indicadores de retrabalho e lições aprendidas para organização de P&D.


Palavras-chave


Indicadores de Desempenho; Gerenciamento de Projetos; Painel de Controle; Pesquisa e Desenvolvimento.

Texto completo:

PDF

Referências


Codas, M. M. B. (1987) Gerência de projetos: uma reflexão histórica. Revista de Administração de Empresas, 27 (1), 33-37.

Gil, A. C. (2002). Como elaborar projetos de pesquisa (4a ed.). São Paulo: Atlas.

Gomes, J. S. (2001). Controle de gestão: uma abordagem contextual e organizacional: textos e casos (3a ed.). São Paulo: Atlas.

Harrington, H. J.,Harrington, J. S. (1997). Gerenciamento total da melhoria continua (1a ed.). São Paulo: Makron books.

Hronec, S. M. (1994). Sinais vitais: usando medidas do desempenho da qualidade, tempo e custo para traçar a rota para o futuro de sua empresa (1a ed.).São Paulo: Makron Books.

Kennerley, M.,& Neely, A. (2002).A framework of the factors affecting the evolution of performance measurement systems. International Journal of Operations & Production Management, 22 (11), 1222-1245.

Kerzner, H. (2009) Project Management: A Systems Approach to Planning, Scheduling and Controlling (10a ed.). New York: Wiley.

Kerzner, H. (2013). Project Management: Metrics, KPI’s and Dashboards (2a ed.). New York: Wiley.

Laruccia, M.M., Ignez, P.C., Deghi, G.J., & Garcia, M.G. (2012). Gerenciamento de Projetos em Pesquisa e Desenvolvimento. Revista de Gestão de Projetos, 3(3), 109-135.

Martins, G. A.; Theóphilo, C. R. (2009). Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas (2a ed.). São Paulo: Atlas.

Moori, R. G.,Basso, L. F. C., &Nakamura, W. T. (2000). Supplychain como um fator de geração de valor: uma aplicação. Revista de Administração Mackenzie, 1(1), 103-125.

Moutinho, J. A. & Kniess, C. T. (2012). Contribuições de um escritório de gerenciamento de projetos em um laboratório de P&D de uma universidade pública. Revista de Gestão de Projetos, 3(2), 260- 271.

Neely, A. (2005).The evolution of performance measurement research. International Journal of Operations & Production Management, 25 (12), 1264–1277.

Oliveira, L. V., Lacerda, L. T.O., Fiates, G.G.S., & Ensslin, S.R. (2016). Avaliação de Desempenho e Gerenciamento de Projetos: Uma Análise Bibliométrica. Revista de Gestão de Projetos, 7(1), 95-113.

Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico. (2013) Manual de Frascati: Metodologia proposta para a definição da pesquisa e desenvolvimento experimental.

Pinheiro, A.A., Siani, A.C., Guilhermino, J.F., Henriques, M.G.M.O., Quental,C.M., & Pizarro, A.P.B. (2006). Metodologia para gerenciar projetos de pesquisa e desenvolvimento com foco em produtos: uma proposta. Revista da Administração Pública. 40(3), 457- 478.

PMI - Project Management Institute (2014). Um Guia do conhecimento em gerenciamento de projetos: guia PMBOK (5a ed.).São Paulo: Saraiva.

Powel, S. (2004).The challenges of performance measurement. Management Decision, 42(8), 1017-1023.

Sato, C.; Dergint, D. (2004) A utilização do escritório de projetos para a gestão de projetos tecnológicos em instituições de pesquisa e desenvolvimento (P&D). 4º Congresso ABIPTI 2004, Belo Horizonte, MG, Brasil.

Takashina, N. T.,Flores, M. C. X. (2005). Indicadores da qualidade e do desempenho: como estabelecer metas e medir resultados (1a ed.). Rio de Janeiro: Qualitymark.

Terribili Filho, A. (2010). Indicadores de Gerenciamento de projetos: Monitoração contínua (1a ed.). São Paulo: M. Books.

Vencato, M. F.(2014). Ferramenta para Análise e Avaliação de Riscos no Planejamento de Projetos de Pesquisa e Desenvolvimento. Revista de Gestão de Projetos, 5(2), 102-111.




DOI: http://dx.doi.org/10.5585/10.5585

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista de Gestão e Projetos e-ISSN: 2236-0972
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional