Projetos Complexos: Estudo de Caso sobre a Complexidade dos Projetos de Engenharia de Telecomunicações em uma Empresa do Setor de Óleo e Gás

Frederico Gonzaga Lafetá, Carlos Frederico de Oliveira Barros, Paulo de Oliveira Coelho Dutra Leal

Resumo


O artigo tem como tema a gestão de projetos complexos. A teoria dos projetos complexos surge na medida em que as abordagens tradicionais se tornam obsoletas ou ineficazes. Compreender os fatores de complexidade dos projetos permite o desenvolvimento de soluções adequadas aos problemas enfrentados. Neste sentido, a pesquisa objetivou a identificação dos fatores que influenciam a complexidade dos projetos desenvolvidos pela organização em estudo. Para realização da pesquisa, buscou-se levantar os fundamentos teóricos e estruturais acerca da dos projetos complexos. A pesquisa se desenvolveu por meio de um estudo de caso em uma organização responsável por implementar projetos de telecomunicações em uma empresa do setor de óleo e gás. A pesquisa foi predominantemente classificada como exploratória descritiva. Como instrumentos para coleta de dados, foram realizadas entrevistas semiestruturadas, observação participante e pesquisa documental. Para avaliação dos dados coletados, baseou-se no referencial teórico levantado sobre gestão de projetos e nas dimensões de complexidade dos projetos proposta por Geraldi, Maylor and Williams (2011): complexidade estrutural, incerteza, complexidade dinâmica, ritmo e complexidade sociopolítica. A pesquisa constatou que as dimensões de complexidade agem simultaneamente e são interdependentes. Verificou-se, também, que diversos fatores influenciam a complexidade dos projetos estudados. Conclui-se que a teoria dos projetos complexos oferece uma visão alternativa às abordagens tradicionais de gestão de projetos. 


Palavras-chave


Gestão De Projetos, Projetos Complexos, Complexidade.

Texto completo:

PDF

Referências


Aritua, B., Smith, N. J., & Bower, D. (2009). Construction client multi-projects–A complex adaptive systems perspective. International Journal of Project Management, v. 27, n. 1, p. 72-79.

Baccarini, D. (1996). The concept of project complexity—a review. International Journal of Project Management, v. 14, n. 4, p. 201-204.

Bardin, L. (1977). Análise de Conteúdo. Lisboa, Portugal: Edições 70.

Cauchick Miguel, P. A. & Sousa, R. (2012). O Método do Estudo de Caso na Engenharia de Produção. In CAUCHICK MIGUEL, P. A. (coord.) - Metodologia de Pesquisa em Engenharia de Produção e Gestão de Operações. 2.ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, p. 131-148.

Dunović, I. B., Radujković, M. & Škreb, K. A. (2014). Towards a New Model of Complexity–The Case of Large Infrastructure Projects. Procedia-Social and Behavioral Sciences, v. 119, p. 730-738.

Geraldi, J., & Adlbrecht, G. (2007). On faith, fact and interaction in projects. Project Management Journal. v. 38. n. 1, p. 32-43.

Geraldi, J., Maylor, H., & Williams, T. (2011). Now, let's make it really complex (complicated) A systematic review of the complexities of projects. International Journal of Operations & Production Management, v. 31, n. 9, p. 966-990.

Gil, A. C. (2010) Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas.

Lafetá, F.G.; Gomes, I.V.S.; Batistini, A.A. & Barros, C.F. (2014). Gestão de Projetos: da antiguidade às tendências do século XXI. XXXIV Encontro Nacional de Engenharia de Produção - ENEGEP. Curitiba, PR: ABEPRO.

Maylor, H., Vidgen, R. & Carver, S. (2008). Managerial complexity in project-based operations: A grounded model and its implications for practice. Project Management Journal, v. 39, n. S1, p. S15-S26, 2008.

Meredith, J. R. & Mantel, S. J. (2003). Administração de projetos: uma abordagem gerencial. 4 ed. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos.

PMI – Project Management Institute (2013). Um Guia do Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento de Projetos. (Guia PMBOK®) 5ed. Newton Square: Project Management Institute, Inc.

Prado, D. (2011). Planejamento e controle de projetos. Nova Lima: INDG Tecnologia e Serviçoes Ltda.

Remington, K., Zolin, R., & Turner, R. (2009). A model of project complexity: distinguishing dimensions of complexity from severity. In: International Research Network Of Project Management Conference, Berlin.

Shenhar, A. J. & Dvir, D. (2007). Reinventing project management: the diamond approach to successful growth and innovation. Boston: Harvard Business Review Press.

Tatikonda, M. V.& Rosenthal, S. R. (2000).Technology novelty, project complexity, and product development project execution success: a deeper look at task uncertainty in product innovation. IEEE Transactions on Engineering Management. v. 47, n. 1, p. 74-87.

Turner, J. R. & Cochrane, R. A. (1993). Goals-and-methods matrix: coping with projects with ill-defined goals and/or methods of achieving them. International Journal of project management, v. 11, n. 2, p. 93-102.

Turrioni, J. B. & Mello, C.H.P. (2012). Metodologia de pesquisa em engenharia de produção: estratégias, métodos e técnicas para condução de pesquisas quantitativas e qualitativas. [Apostila do curso de Especialização em Qualidade e Produtividade]. Universidade Federal de Itajubá. Itajubá, MG.

Valle, A. B., Cierco, A. A., Soares, C. A. P., & Finocchio, J., Jr. (2010). Fundamentos do gerenciamento de projetos. Rio de Janeiro: Editora FGV.

Vieira, S. Como Escrever Uma Tese. (2008). 6 Ed. São Paulo: Atlas.

Voss, C; Tsikriktsis, N. & Frohlich, M. (2002). Case research in operations management. International Journal of Operations & Production Management, v. 22, n. 2, p. 195-219.

Whitty, S. J. & Maylor, H. (2009). And then came complex project management (revised). International Journal of Project Management, v. 27, n. 3, p. 304-310.

Williams, T. M. (1999). The need for new paradigms for complex projects. International Journal of Project Management. v. 17, n. 5, p. 269-273, 1999.

Williams, T. M. (2002). Modelling Complex Projects. Chichester: Wiley.

Yin, Robert K. (2005) Estudo de Caso - Planejamento e Métodos. São Paulo: Bookman.




DOI: http://dx.doi.org/10.5585/10.5585

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista de Gestão e Projetos e-ISSN: 2236-0972
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional