Visualização da Informação e Métodos Visuais como Ferramentas Estratégicas para o Gerenciamento de Projetos

Fabio José Marques Barbosa, Renata de Souza França, Rodrigo Fonseca e Rodrigues, Fernando Silva Parreiras

Resumo


O gerenciamento de projetos tem possibilitado melhores resultados e vantagem competitiva nas organizações. Os projetos, geralmente, são alimentados por uma vasta quantidade de informações que necessitam ser analisadas e seus significados extraídos para a solução de problemas. Manter um gerenciamento adequado e sistemático não é uma tarefa fácil execução e, muitas vezes, se torna uma barreira. Nessa perspectiva, surgem os métodos visuais e a visualização da informação como ferramentas estratégicas para mitigarem os problemas do gerenciamento de projetos. Por meio de métodos visuais e da visualização, as informações são descobertas e explicitadas, a equipe é coordenada e o volume de informações é tratado substancialmente. O objetivo desse estudo é analisar a influência dos métodos visuais e da visualização da informação nos fatores de gerenciamento de projetos: comunicação, demandas (restrições) e ciclo de vida. Com uma pesquisa descritiva e quantitativa, foi aplicado um questionário semiestruturado com escala do tipo likert, composto por cinco variáveis: ciclo de vida, demandas do projeto, comunicação, visualização da informação e métodos visuais. Foram aplicados 386 questionários a alunos de Pós-Graduação Lato Sensu em Gerenciamento de Projetos, Stricto Sensu em Sistemas de Informações e profissionais da área. Obteve-se 359 respondentes válidos e verificou-se que há o reconhecimento da importância dos métodos visuais e visualização da informação no gerenciamento do projeto, além da existência de relações incipientes.


Palavras-chave


Métodos Visuais. Visualização da Informação. Gerenciamento de Projetos. Demandas do Projeto. Comunicação. Ciclo de vida do Projeto.

Texto completo:

PDF

Referências


Banks, M., & Zeitlyn, D. (2015). Visual methods in social research (2ª ed.). Los Angeles: Sage.

Bauer, M. I., & Johnson-Laird, P. N. (1993). How diagrams can improve reasoning. Psychological science, 4(6), 372-378.

de Melo Paranhos, M., Bachega, S. J., Tavares, D. M., & Calife, N. F. S. (2017). Application of failure mode and effects analysis for risk management of a project. Sistemas & Gestão, 11(4), 444-454.

do Valle, A. B. (2014). Fundamentos do gerenciamento de projetos (3ª. Ed). Rio de Janeiro: Editora FGV.

Dusse, F., Jr., P. S., Alves, A. T., Novais, R., Vieira, V., & Mendonça, M. (2016). Information visualization for emergency management: A systematic mapping study. Expert Systems with Applications, 45(1), 424-437.

Eppler, M. J., & Platts, K. W. (2009). Visual strategizing: the systematic use of visualization in the strategic-planning process. Long Range Planning, 42(1), 42-74.

Holloway, J. (2016). What stakeholder management should learn from sales and marketing? Darren, Dalcher (org). Further Advances in Project Management: Guided Exploration in Unfamiliar Landscapes (1st. Ed). New York: Gower Book. p. 236.

Kerzner, H. (2011). Gerenciamento de Projetos-Uma Abordagem Sistêmica para Planejamento. Programação e Controle (10. Ed), São Paulo: Blucher.

Larkin, J. H., & Simon, H. A. (1987). Why a diagram is (sometimes) worth ten thousand words. Cognitive science, 11(1), 65-100.

Lester, A. (2017). Project management, planning and control: managing engineering, construction and manufacturing projects to PMI, APM and BSI standards. (7ª ed.) Cambridge: Elsevier.

Martins Jr., S. L. (2016). Efetividade Do Gerenciamento De Projetos Utilizando Ferramentas Da Web 2.0 E Gestão Do Conhecimento. Projetos e Dissertações em Sistemas de Informação e Gestão do Conhecimento, 4(2).

McNely, B. J. (2013, September). Visual research methods and communication design. In Proceedings of the 31st ACM international conference on Design of communication (pp. 123-132). ACM.

Molena, A., Rovai, R. L., Paes da Rosa, C. D., & Plonsk, G. A. (2017). Comunicação Em Projetos: Um Estudo De Levantamento Desse Fator Crítico De Sucesso. Gestão & Planejamento-G&P, 18.

Monecke, A. & Leisch, F. (2012). semPLS: structural equation modeling using partial least squares. Journal of Statistical Software, 48 (3), 1-32.

Patterson, R. E., Blaha, L. M., Grinstein, G. G., Liggett, K. K., Kaveney, D. E., Sheldon, K. C., & Moore, J. A. (2014). A human cognition framework for information visualization. Computers & Graphics, 42 (Special), 42-58.

Pires, H. F. (2008). Governança Global da Internet: A representação de topônimos de países no ciberespaço. Diez años de cambios en el Mundo, en la Geografía y en las Ciencias Sociales, 1999-2008. Actas del X Coloquio Internacional de Geocrítica, 26-30.

PMI – Project Management Institute. (2013) A Guide to the Project Management Body of Knowledge (PMBOK® Guide) (5th ed.). Pennsylvania: Project Management Institute, Inc.

Radujković, M., & Sjekavica, M. (2017). Project Management Success Factors. Procedia Engineering, 196 (1), 607-615.

Reddivari, S. (2013, July). Visual analytics for software requirements engineering. In Requirements Engineering Conference (RE), 2013 21st IEEE International (pp. 389-392). IEEE.

Rocha, T., & Goldschmidt, A. (2010). Gestão dos stakeholders. São Paulo: Saraiva.

Rose, G. (2014). On the relation between ‘visual research methods’ and contemporary visual culture. The Sociological Review, 62(1), 24-46.

Schneider, R. M., Barbosa, J. G. P., Bouzada, M. A. C., & Gonçalves, A. A. (2016). A influência de fatores organizacionais na gestão de projetos de tecnologia da informação (TI). Revista Gestão & Tecnologia, 16(1), 157-183.

Sibbet, D. (2013). Reuniões visuais: como gráficos, lembretes autoadesivos e mapeamento de ideias podem transformar a produtividade de um grupo. Rio de Janeiro: Alta Books.

Sindiy, O., Litomisky, K., Davidoff, S., & Dekens, F. (2013). Introduction to information visualization (infovis) techniques for model-based systems engineering. Procedia Computer Science, 16(1), 49-58.

Teixeira, J., Schoenardie, R., Garcia, L., Merino, E., & Paladini, E. (2012). Gestão visual: uma proposta de modelo para facilitar o processo de desenvolvimento de produtos. In Conferência Nacional de Integração do Design, Engenharia e Gestão para Inovação (Vol. 2, pp. 1-9).

Van den Ende, L., & Van Marrewijk, A. (2014). The ritualization of transitions in the project life cycle: A study of transition rituals in construction projects. International Journal of Project Management, 32(7), 1134-1145.

Vargas, R. V. (2016). Gerenciamento de Projetos 8a ed.: Estabelecendo diferenciais competitivos. Rio de Janeiro: Brasport.

Vergara, S. C. (2015). Métodos de pesquisa em administração. 6. ed. São Paulo: Atlas.




DOI: http://dx.doi.org/10.5585/10.5585

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista de Gestão e Projetos e-ISSN: 2236-0972
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional